Amazônia Assembleia Legislativa do Amazonas Brasília Câmara Municipal de Manaus Cidades Ciência Cotidiano Economia Educação Energia
GALERIAS RÁDIO TV
artigos
22/04/2019 | 09:06

O VERDADEIRO SENTIDO DA PÁSCOA

 

Todos os anos nesta época, pessoas de várias crenças celebram a festa da Páscoa, mas muitos desconhecem o seu verdadeiro sentido. É importante entender que se trata de um tempo para a renovação do espírito e da alma, simbolizando a passagem da morte para a vida. Saber o verdadeiro sentido da Páscoa é tarefa de todo cristão. A páscoa não é, e nem deve ser considerada só um momento de comemoração, com bacalhau no prato e troca de ovos de chocolate. devemos lembrar que, o verdadeiro sentido da Páscoa, consiste em falar da morte e ressurreição de Jesus e do que Ele fez para nos livrar da condenação eterna.

 

A primeira Páscoa aconteceu há milhares de anos, quando o povo judeu estava sendo escravizado no Egito. Deus teve misericórdia e decidiu libertá-los através de Moisés, mas Faraó não queria deixá-los ir embora, por isso Deus enviou pragas para tentá-lo mudar de ideia. E como Faraó endureceu o coração, o Senhor decidiu ferir todos os primogênitos do Egito como forma de castigo.

 

Para o Seu povo, os israelitas, Deus deu a ordem para que eles sacrificassem um cordeiro de cada família e assim teriam a proteção. Deveriam também passar o sangue desse cordeiro na porta de cada casa, para que, quando o destruidor (a morte) passasse, não pudesse entrar na casa que havia sido marcada pelo sangue na porta ( Ex 12:1-14). Daí vem o termo Páscoa (no hebraico: pesah), que significa "pular além da marca", "passar por cima", ou "poupar". Sendo assim, eles foram protegidos da condenação e da morte através do sangue do cordeiro morto.

 

Da mesma forma, muitos anos depois, Deus enviou o seu Filho Jesus, o Cordeiro Santo, para ser morto numa cruz e o seu sangue, ao ser aspergido sobre os nossos pecados, trazer-nos salvação, proteção, livramento e vida.

 

A Bíblia diz que Deus sempre amou a humanidade, porém todos nós O desobedecemos e pecamos, por isso fomos condenados à morte eterna. E, como não podemos pagar essa dívida, precisamos de um cordeiro puro, sem pecados, para nos livrar da condenação do inferno.

E Jesus é esse cordeiro. Quando João Batista o viu se aproximando, ele disse: "Vejam! É o Cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo!" (Jo 1:29). Jesus se fez homem, morreu para nos salvar e ressuscitou. E todo aquele que crê no seu sacrifício e
se arrepende, recebe o sangue dEle que dá livre acesso ao Pai. Não precisamos mais fazer sacrifícios nem penitências, pois tudo já foi consumado, Jesus pagou o preço por nós na cruz. Ele é a verdadeira Páscoa e nada e ninguém pode substituí-lo.

 

Escreveu Humberto Padovani e Luís Castagnola que “o homem, pelo pecado original, contraiu uma dívida com a justiça divina; que, porém, não podia pagar, sendo infinita a ofensa em relação ao infinito, dívida que, em todo caso, haveria de se pagar, a fim de que o homem - mediante satisfação adequada - pudesse ser tirado da desordem em que se achava como consequência penal do pecado original. Unicamente o homem deveria pagar, mas somente Deus podia fazê-lo. Daí a encarnação, ou seja, a assunção da natureza humana do Verbo de Deus em Cristo, o Unigênito do Pai”.

 

A Páscoa é um tempo para lembrarmo-nos do amor e da misericórdia de Deus. É o momento de buscarmos uma mudança na maneira de pensar, agir e falar. Para isso, precisamos abandonar o pecado, a falta de fé e tudo que nos afasta do Senhor. Devemos crer nas promessas de Jesus: "Eu vim para que vocês tenham vida, e a tenham em abundância" (Jo 10:10).

 

Assim, não podemos nos conformar com as coisas deste mundo, mas sim permitir que sejamos transformados a cada dia pela Palavra de Deus. Jesus foi morto, mas ressuscitou ao terceiro dia, e Ele fez isso para que pudéssemos crucificar a nossa natureza pecaminosa e ressuscitar para a vida que Deus tem para nós. Isso nos dará a vida eterna - "Quem semeia para a sua carne, da carne colherá destruição; mas quem semeia para o Espírito, do Espírito colherá a vida eterna" (Gl 6:8). Vamos celebrar a vida, Jesus o cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo. 

Por: José se Arimatea, Pastor
Acompanhe nas redes sociais

© 2006 - 2019 Roteiro Amazônico. Todos os direitos reservados.

sob liçença