Amazônia Assembleia Legislativa do Amazonas Brasília Câmara Municipal de Manaus Cidades Ciência Cotidiano Economia Educação Energia
GALERIAS RÁDIO TV
notícias
01/09/2019 | 00:03 - Amazonas / Amazônia

Artigo: Por José de Arimateia Moreira Viana : O FUTURO DA AMAZÔNIA

Divulgação

No entanto, as grandes potências econômicas e militares mundiais ambicionam, sobretudo, os recursos minerais amazônicos. Somos o berço da maior biodiversidade em uma floresta tropical no mundo, a Amazônia atrai turistas de todo planeta, oferecendo encantos que só a natureza Amazônica pode revelar. Milhares de espécies da fauna e da flora podem ser conferidas neste pedaço especial do Planeta Terra.

 
Nas últimas semanas, a pauta que dominou os noticiários nacionais e internacionais foi as queimadas na Amazônia, diversos artistas e líderes de nações se manifestaram sobre o assunto, muitos se dizem “preocupados” com o futuro do planeta, alguns construíram frases de efeito e dispararam: “a nossa casa está em chamas” é fato que as queimadas são uma realidade, todos os anos incêndios são propagados de forma intensa, consumindo parte da floresta, na sua maioria, provocados pelo homem, porém o fato que mais nos chama a atenção é o tamanho da hipocrisia de líderes europeus, que a bem da verdade, não tem moral para falar de preservação ambiental, visto que os mesmos já destruíram suas florestas em troca de riquezas e status social.

 

Toda essa polêmica que se insurgiu nas últimas semanas envolvendo a Amazônia, na verdade é mais de caráter político/econômico e menos de preservação ambiental. O alvo é o declínio do Governo, objetivando a volta da anarquia social e moral que está enraizada nos princípios da esquerda, pois o ajuste do caos enriquece os argumentos da política do “quanto pior melhor” planejando mudar a opinião pública a respeito do assunto. Um amigo de Angola escreveu: “O Ocidente está manchando a imagem do Brasil para o mundo”. Na verdade a ideia deles é criar mecanismos de bloqueio e intervenção para depois explorar nossas riquezas.

 

Não é de hoje que essa indecorosa proposta de internacionalizar a Amazônia entra em pauta; de tempos em tempos, as manchetes de jornais e o imaginário popular aflora o debate, nos últimos 500 anos as grandes potências coloniais se mobilizaram, entraram em conflito e desenharam o mapa político continental, visando justamente à extração das riquezas minerais ocorrentes na África e na América do Sul. O Brasil é nosso e não dos europeus, devemos defender nosso território e as riquezas que possuímos.

 

O saudoso Enéias Carneiro disse: “Se olharmos com atenção, os senhores vão entender porque existe tanta gritaria lá fora a favor da Amazônia. Não é a favor do bem da Amazônia, é a favor dos bens da Amazônia”. A frase comprova o que proferira o notável político no alto de
sua sabedoria, pois nossas riquezas, há tempos vêm sendo extraídas e levadas para outros continentes sem os devidos critérios legais.
O fato é que eles não estão preocupados com preservação ambiental, na verdade, estão de olho em nossas riquezas, pois são sete
milhões de quilômetros quadrados que formam a Amazônia, abrange nove países sul-americanos: Brasil, Bolívia, Peru, Colômbia, Equador,
Venezuela, Guiana, Suriname e Guiana Francesa, todos com riquezas imensuráveis.

 

Não é segredo para ninguém: a região amazônica brasileira é a última fronteira natural com alto potencial econômico a ser explorada
no mundo. A biodiversidade, o conhecimento dos povos nativos sobre o uso farmacológico da flora, a diversidade da fauna, a capacidade florestal de contribuir para a estabilização do clima e o regime natural de regulação de precipitações hídricas no planeta, são bens de interesse mundial.

 

No entanto, as grandes potências econômicas e militares mundiais ambicionam, sobretudo, os recursos minerais amazônicos.
Somos o berço da maior biodiversidade em uma floresta tropical no mundo, a Amazônia atrai turistas de todo planeta, oferecendo encantos
que só a natureza Amazônica pode revelar. Milhares de espécies da fauna e da flora podem ser conferidas neste pedaço especial do Planeta Terra.

 

O volume fantástico de água doce existente no solo dessa imensa região é essencialmente estratégico em todos os sentidos, atrai enorme
interesse ambiental e econômico. Porém, no subsolo, encontram-se reservas minerais preciosíssimas, um grande recurso estratégico a ser
protegido e, devidamente explorado em prol do nosso Brasil.

 

Deus nos deu essa raridade, que precisa ser revertida em benefício para os brasileiros. Vamos lutar pelo que é nosso de forma sustentável e
com os devidos cuidados, assim sendo, faremos desse Brasil uma grande Nação, porquanto esse é o sonho de todos os brasileiros de bem.
 

deixe seu comentário

Nome:

E-mail:

* Seu e-mail não será publicado

Mensagem:
Acompanhe nas redes sociais

© 2006 - 2019 Roteiro Amazônico. Todos os direitos reservados.

sob liçença