Amazônia Assembleia Legislativa do Amazonas Brasília Câmara Municipal de Manaus Cidades Ciência Cotidiano Economia Educação Energia
GALERIAS RÁDIO TV
notícias
03/10/2019 | 20:57 - Brasil / Polícia

SP. Procurador tenta matar juíza com faca dentro do TRF-3 em São Paulo

Divulgação

"Não bastasse a notícia recentemente divulgada de que um Procurador da República pensou em atentar contra a vida de um Ministro do STF, agora temos uma infeliz ocorrência no TRF de São Paulo. Para além de lamentar o ocorrido e se solidarizar com a vítima e todos os colegas do TRF, urge mais uma vez repensar os níveis de segurança das cortes e dos fóruns, em todo o país”, lamentou Jayme de Oliveira, presidente da Associação dos Magistrados do Brasil (AMB) ao site Conjur.

 

O procurador da Fazenda Matheus Carneiro Assunção foi preso nesta quinta-feira (03) após uma tentativa de matar uma juíza na sede do Tribunal Regional Federal da 3ª Região, na avenida Paulista, em São Paulo. Ele invadiu o gabinete da juíza Louise Filgueiras, convocada para substituir o desembargador Paulo Fontes, de férias, e chegou a desferir uma facada no pescoço dela, mas o ferimento foi leve. As informações são do site ConJur.

Antes de ir ao gabinete da desembargadora, Assunção foi procurar outro desembargador, mas não o encontrou. Ele então desceu as escadas e invadiu o gabinete que estava imediatamente abaixo A juíza estava trabalhando em sua mesa e foi surpreendida pela invasão do procurador. Contudo, ela conseguiu se afastar de Assunção que, ainda tentou jogar uma jarra de vidro na direção de Filgueiras. Ao errar a tentativa, ele foi contido por pessoas que estavam no gabinete no momento. Assunção acabou preso em flagrante.

De acordo com relatos de testemunhas, Assunção parecia estar em estado de surto e intercalava frase sem sentido com frases de efeito, que tratavam de um suposto combate à corrupção no Brasil.

"Não bastasse a notícia recentemente divulgada de que um Procurador da República pensou em atentar contra a vida de um Ministro do STF, agora temos uma infeliz ocorrência no TRF de São Paulo. Para além de lamentar o ocorrido e se solidarizar com a vítima e todos os colegas do TRF, urge mais uma vez repensar os níveis de segurança das cortes e dos fóruns, em todo o país”, lamentou Jayme de Oliveira, presidente da Associação dos Magistrados do Brasil (AMB) ao site Conjur.

Já Fernando Mendes, presidente da Associação dos Juízes Federais do Brasil (Ajufe), disse ao site que não pode se admitir qualquer ataque à magistratura. "A magistratura vem sendo atacada simbolicamente nos últimos tempos, e essa campanha nefasta na tentativa de desacreditar a instituição acaba estimulando o comportamento criminoso de indivíduos. Temos de dar um basta a isso."

 

deixe seu comentário

Nome:

E-mail:

* Seu e-mail não será publicado

Mensagem:
Acompanhe nas redes sociais

© 2006 - 2019 Roteiro Amazônico. Todos os direitos reservados.

sob liçença